Infectologia

infectologia

A Medicina Nuclear pode ajudar os Infectologista e Traumatologistas no diagnóstico e acompanhamento de infecções com diversos radiotraçadores. Os principais e comercialmente disponíveis são o MDP, gálio-67, leucócitos e mais recentemente o besilesomab.

O gálio-67 é um análogo do ferro e é levado ao local da infecção pela transferina e lactoferrina que são moléculas que participam do processo natural de defesa do nosso organismo durante um processo infeccioso/inflamatório. A cintilografia com gálio-67 é um exame mais específico para pesquisa de osteomielite e, por isso, é utilizado para confirmar um achado positivo da cintilografia óssea trifásica (com MDP) na pesquisa de osteomielite. É também indicado na avaliação de pacientes com suspeita de abcessos intra-cavitários agudos ou crônicos, de infecções em próteses ortopédicas, de pacientes com febre de origem obscura e com SIDA (diagnóstico diferencial de infecções oportunistas de tumores relacionados à síndrome).

Os leucócitos são células de defesa do nosso organismo que se acumulam no local de um processo infeccioso/inflamatório. Esse tipo de cintilografia se baseia na utilização de leucócitos marcados autólogos (do próprio paciente) marcados com tecnécio- 99m ou índio-111. A técnica de marcação de leucócitos é laboriosa, complexa e envolve manipulação do sangue com potencial contaminação biológica, por isso, caiu em desuso e foi substituída por técnicas mais seguras.

O besilesomab é um anticorpo monoclonal produzido em laboratório para atacar, de forma específica, os granulócitos (um tipo de glóbulos brancos envolvido no processo de inflamação). Atualmente, a cintilografia com besilesomab se tornou mais simples Por envolver anticorpos esse exame também é chamado de imunocintilografia.

Como é feito o exame, em 3 passos:

Clique sobre um dos links abaixo para obter mais informações sobre os exames:

  • 1. Não há preparo, apenas recomenda-se vir bem hidratado.
  • Você receberá uma injeção do radiofármaco na veia que, exceto pela picada, não causa ardência, dor ou qualquer outro sintoma na hora ou após a administração.
  • Serão adquiridas imagens imediatas (10 a 20 minutos de duração), além de imagens tardias 3 horas após a administração do radiofármaco (15 a 30 minutos de duração). Para que as imagens sejam realizadas, você será conduzido a uma sala que contém um equipamento que emite pouca ou nenhuma radiação

Trazer exames que sejam relacionados com a sua doença (cintilografias prévias, tomografia, ressonância, ultrassonografia, exame de sangue etc.) e uma lista de todos os medicamentos que você utiliza

Em caso de dúvida, estamos ao seu inteiro dispor, pessoalmente, por e-mail ou telefone.

  • 1. Não há preparo.
  • 2. Você receberá uma injeção do radiofármaco na veia que, exceto pela picada, não causa ardência, dor ou qualquer outro sintoma na hora ou após a administração.
  • 3. Serão adquiridas imagens 48 horas após a administração do radiofármaco (imagens mais cedo, como de 4 a 6 horas, além de tardias, como de 72 horas, podem ser necessárias de acordo com o seu caso). Para que as imagens sejam realizadas, você será conduzido a uma sala que contém um equipamento que emite pouca ou nenhuma radiação.

Trazer exames que sejam relacionados com a sua doença (cintilografias prévias, tomografia, ressonância, ultrassonografia, exame de sangue etc.) e uma lista de todos os medicamentos que você utiliza.

Em caso de dúvida, estamos ao seu inteiro dispor, pessoalmente, por e-mail ou telefone.

  • 1. Não há preparo.
  • 2. A partir de uma pequena amostra do seu sangue, em laboratório, são separados os glóbulos vermelhos dos glóbulos brancos (leucócitos) e em seguida os leucócitos são ligados ao tecnécio-99m ou ao índio-111 e reinjetados na sua circulação sanguínea.
  • 3. Serão adquiridas imagens 1 ou 4 horas e 24 horas após a administração do radiofármaco. Para que as imagens sejam realizadas, você será conduzido a uma sala que contém um equipamento que emite pouca ou nenhuma radiação.

Trazer exames que sejam relacionados com a sua doença (cintilografias prévias, tomografia, ressonância, ultrassonografia, exame de sangue etc.) e uma lista de todos os medicamentos que você utiliza.

Em caso de dúvida, estamos ao seu inteiro dispor, pessoalmente, por e-mail ou telefone.

  • 1. Não há preparo.
  • 2. Você receberá uma injeção do radiofármaco na veia que, exceto pela picada, não causa ardência, dor ou qualquer outro sintoma na hora ou após a administração.
  • 3. Serão adquiridas imagens ... horas após a administração do radiofármaco. Para que as imagens sejam realizadas, você será conduzido a uma sala que contém um equipamento que emite pouca ou nenhuma radiação.

Trazer exames que sejam relacionados com a sua doença (cintilografias prévias, tomografia, ressonância, ultrassonografia, exame de sangue etc.) e uma lista de todos os medicamentos que você utiliza.

Em caso de dúvida, estamos ao seu inteiro dispor, pessoalmente, por e-mail ou telefone.

Endereço
Rua João Cechinel, 352
Sala 01 - 1º andar
Bairro Centro
Criciúma - SC
CEP: 88811-500

 

Telefone
(48) 3437-4093

Whatsapp
(48) 9 8814-1645

facebook color twitter color twitter color twitter color